Brasil investe mal em logística

Publicado em PortoGente

 

Em decorrência dos maus e poucos investimentos em infraestrutura logística, o País paga pela ausência de políticas públicas direcionadas à logística no longo prazo. O apontamento é do diretor executivo da Associação Brasileira de Operadores Logísticos (Abol), Cesar Meireles. Para ele, dispomos ainda de uma matriz de transportes desbalanceada onde o Brasil ainda tem elevada dependência do modal rodoviário, com 67%, enquanto que, apenas 18% da sua matriz dispõe de infraestrutura ferroviária, 11% no modal aquaviário, e 4% distribuídos nos demais, entre estes o duto e o aeroviário. 

Como salienta o executivo, o Brasil dispor de nove órgãos cuidando da logística no Brasil, onde todos tratam de um mesmo conjunto de coisas relacionadas. "Aprendi desde sempre que cachorro que tem mais de um dono, morre de fome”, afirma. “Como disse, o Brasil investe pouco e quando o faz, faz com baixa competência e qualidade."

Meireles enxerga que o momento é de realizar trade-offs, buscar aprimoramento de gestão, estudar e aportar melhores bases tecnológicas. “Tratarmos de ouvir ainda mais nossos clientes, e junto com eles desenharmos melhores modelos, alcançando cada vez mais em eficiência operacional."

 


Fonte: https://portogente.com.br/noticias/dia-a-dia/89730-brasil-investe-mal-em-logistica






Comunicado alterações no procedimento do faturamento de exportação (LCL/LCL)

Ofício 069/2017 Curitiba/PR, 25 de maio de 2017.COMUNICADO ALTERAÇÕES NO PROCEDIMENTO DO FATURAMENTO DE…

Comunicado Novas Funcionalidades do BIM para processos do CLIA e PSI Curitiba

Ofício 050/2017 Curitiba/PR, 09 de maio de 2017.COMUNICADO NOVAS FUNCIONALIDADES DO SISTEMA BIM…

Comunicado Expediente 1º de Maio

Ofício 055/2017 Itajaí/SC, 26 de Abril de 2017.COMUNICADO FERIADO 1º DE MAIO