Estaleiro da italiana Azimut em Itajaí aposta nas exportações e prevê crescimento de 20% em 2016

 

Publicado: Blog Guarda Sol

Foto: Marcos Porto

 

A Azimut Yachts comemorou na última quinta-feira (30) os cinco anos da chegada da marca italiana a Itajaí. O estaleiro, único representante da empresa fora da Europa, chega ao aniversário com previsão de crescimento de 15 a 20% ao ano e aposta nas exportações: a meta é expandir para o mundo embarcações de luxo com DNA italiano, mas produzidas no Brasil.

Recentemente a Azimut 42, um dos modelos de sucesso da marca, passou a ser feita exclusivamente em Itajaí para o mercado mundial. Por aqui, a versão ganhou um kit gourmet com churrasqueira _ uma pequena adaptação que ganhou o coração dos compradores. A 42 made in Brasil será apresentada em novembro durante o salão náutico de Fort Lauderdale, nos Estados Unidos.

A alta do dólar, aliás, tem favorecido o envio de barcos para o exterior, o que movimenta também o trade portuário local. A diferença de preço entre um modelo produzido em Itajaí e o mesmo barco importado da Itália varia de 10 a 20% para o mercado americano. Este ano, embarcações produzidas em Itajaí foram entregues no Uruguai, Paraguai, Colômbia e Emirados Árabes, e a maioria viajou até o destino final a bordo de um navio.

Até agosto, a Azimut Itajaí terá entregue 35 embarcações este ano e festejará a marca de 100 embarcações produzidas. Já são quase seis vezes mais do que entregou em 2011, quando os primeiros iates saíram do estaleiro brasileiro. Entre os projetos concluídos em 2015 está o da primeira 83 pés produzida pela empresa no Brasil, um luxo de mais de R$ 20 milhões que ganhou o status de “joia”.

O belíssimo (e imenso) 83 será a estrela da festa de comemoração, que contará com a presença de Giovanna Viteli, uma das diretoras do Grupo Azimut-Bennetti na Itália. O iate, com o casco azul, só pode ser visto de fora: o endinheirado comprador não permitiu que o interior do barco fosse exposto.
Recém- concluído, o Azimut 83 deve ser levado à Marina Tedesco, em Balneário Camboriú, nos próximos dias, para os testes finais que antecedem a entrega ao dono.

Embora sejam produzidos distante do Velho Mundo, os barcos entregues pela Azimut em Itajaí são idênticos ao modelo feito na Itália: dos componentes eletrônicos ao acabamento. A Azimut Itajaí é o primeiro estaleiro a receber a certificação ISO 9001 no Brasil.

Sem crise

Os efeitos da retração econômica não atingiram os abastados clientes do mercado de luxo, foco da Azimut. Davide Breviglieri, CEO da Azimut no Brasil, diz que a náutica sentiu queda na comercialização de embarcações pequenas, de até 40 pés. No rol dos iates, as vendas seguem de vento em popa.

A experiência da recente crise na Europa faz com que a empresa enxergue com mais tranquilidade o cenário.

Recentemente o estaleiro começou a procurar fornecedores nacionais (reflexo das altas taxas de câmbio), que passarão por acompanhamento para que entreguem a mesma qualidade dos componentes europeus. Parte elétrica e motorização seguirão sendo importados.

 


Fonte: http://wp.clicrbs.com.br/guarda-sol/2015/07/30/estaleiro-da-italiana-azimut-em-itajai-aposta-nas-exportacoes-e-preve-crescimento-de-20-em-2016/?topo=98,2,18,,,15







Entregas LCL – Santa Catarina - Comunicado 03 - 2018

Comunicado 03/2018Itajaí/SC, 08 de Janeiro de 2018   Entregas LCL – Santa…

Publicação de FATO RELEVANTE

Clique na imagem para ampliar

Multilog compra unidades da Elog Sudeste e conquista a posição de um dos maiores players de logística do Brasil.

Agora, a Multilog é Brasil. Com a expansão para o sudeste, subirão de 14 para 19 as unidades de negócio, que totalizam 1,5…