Investimentos em Itajaí e Navegantes são tema de audiência do governador Colombo em Brasília

Publicado em: Revista Portuária

Ministro dos Portos assegurou o compromisso federal de investir R$ 68 milhões no desassoreamento do Rio Itajaí-Açu

 

O governador Raimundo Colombo foi recebido na manhã desta quarta-feira, 29, em Brasília, pelo ministro dos Portos, Helder Barbalho, para tratar de investimentos em Santa Catarina, em especial nos portos de Itajaí e Navegantes. O ministro assegurou o compromisso federal de investir R$ 68 milhões no desassoreamento do Rio Itajaí-Açu, beneficiando os dois portos da região.

A obra já havia sido licitada em caráter emergencial, após período de chuvas que afetou o Vale do Itajaí, mas a Secretaria Nacional de Defesa Civil não reconheceu o pedido de emergência e o processo terá que ser refeito.

"Sem o reconhecimento da Defesa Civil, não foi possível tocar a obra. Mas a Secretaria da Pesca agora vai fazer a nova licitação e executar a obra diretamente. Perdemos prazo e isso prejudicou as operações, mas o problema será resolvido. E o ministro prometeu agilidade, tudo já foi aprovado em reuniões interministeriais. A obra foi reconhecida como uma das prioridades", afirmou Colombo.

O governador também ressaltou a importância dos portos catarinenses no contexto de enfrentamento da crise econômica que afeta o cenário nacional. "Nossos portos estão contribuindo muito para o desenvolvimento de Santa Catarina. Apesar da crise, estamos aumentando nossas exportações pelos portos. Outros estados passaram a usar nossa estrutura portuária. A atividade está maior, ajudando a economia do estado. Os nossos portos são fundamentais e precisamos continuar investindo para manter a competitividade do setor", destacou.

Como exemplos de obras, ele citou a parceria entre os governos do Estado e Federal para os trabalhos que vão abranger a dragagem de alargamento do canal de navegação e a implantação da nova bacia de evolução no complexo portuário de Itajaí, o que vai permitir acesso de navios com até 335 metros de comprimento (hoje o limite é de 306). "Trata-se de uma modernização fundamental para a região continuar competitiva e receber os navios maiores e mais modernos do mercado internacional", acrescentou Colombo.

O secretário de Estado da Fazenda, Antonio Gavazzoni, e o secretário executivo de Articulação Nacional, Acélio Casagrande, também acompanharam a reunião.


Fonte: http://www.revistaportuaria.com.br/noticia/16908






Entregas LCL – Santa Catarina - Comunicado 03 - 2018

Comunicado 03/2018Itajaí/SC, 08 de Janeiro de 2018   Entregas LCL – Santa…

Publicação de FATO RELEVANTE

Clique na imagem para ampliar

Multilog compra unidades da Elog Sudeste e conquista a posição de um dos maiores players de logística do Brasil.

Agora, a Multilog é Brasil. Com a expansão para o sudeste, subirão de 14 para 19 as unidades de negócio, que totalizam 1,5…