SC avança 3,9% no Índice de Desenvolvimento Estadual mas perde posição para o Distrito Federal

Publicado no Diário Catarinense - Ranking - 18/06

Capital do Brasil evolui um pouco mais e ultrapassou Santa Catarina no ranking que avalia padrão de vida, educação, longevidade e segurança

Santa Catarina continua entre os Estados mais desenvolvidos do país quando se avalia o padrão de vida, educação, longevidade e segurança. Mas, apesar de manter um bom crescimento em todos os parâmetros, o Estado perdeu posição no Índice de Desenvolvimento Estadual-RS (iRS) divulgado nesta quinta-feira em evento realizado na sede do Grupo RBS, em Porto Alegre. Santa Catarina caiu da segunda para a terceira colocação, ficando logo atrás do Distrito Federal. São Paulo segue líder.

O estudo, desenvolvido em parceria entre a Zero Hora e a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, foi lançado o ano passado e tem o objetivo de traduzir a realidade de quem vive no Estado. Assim como o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), o foco do iRS é nas pessoas, não nas instituições ou no poder público, com o diferencial de ser avaliado anualmente.

Queda não é preocupante

O motivo principal para Santa Catarina cair uma posição no ranking em 2013 foi o ritmo do aumento no índice agregado. Enquanto o Estado avançou 3,9% na avaliação geral, o Distrito Federal cresceu 4,6%. A diferença do índice final dos Estados, contudo, é bastante pequena. De acordo com o economista e coordenador do estudo, Ely José Mattos, a queda de posição no ranking não é preocupante, pois Santa Catarina segue com um bom nível de desenvolvimento quando comparado aos demais Estados.

— Este pequeno movimento, entre segundo e terceiro lugar, não é um fato totalmente atípico. O Distrito Federal e São Paulo são Estados que se alternam nas primeiras posições desde 2005 — explica.

Um dos parâmetros que ajuda a elucidar essa diferença no ritmo do aumento no índice entre os dois Estados foi a dimensão longevidade e segurança. Enquanto Santa Catarina cresceu 7,2% neste índice, o Distrito Federal avançou 9,1%. Em contrapartida, esta é a dimensão em que SC teve o melhor desempenho, com melhoras especialmente nas variáveis taxa de homicídios e taxa de morte no trânsito.

Em educação, os dois Estados tiveram o mesmo crescimento: 1,8%. Já em padrão de vida, o Distrito Federal avançou 3,2%, contra 2,8% de Santa Catarina. O Distrito Federal, contudo, mantém historicamente o melhor desempenho neste quesito, com índice de 0,9, em uma escala que vai de 0 a 1, sendo 1 o máximo. O segundo colocado neste parâmetro, São Paulo, tem índice de 0,7.

Veja os gráficos na íntegra acessando o link abaixo:

 


Fonte: http://diariocatarinense.clicrbs.com.br/sc/geral/noticia/2015/06/sc-avanca-3-9-no-indice-de-desenvolvimento-estadual-mas-perde-posicao-para-o-distrito-federal-4784056.html






Entregas LCL – Santa Catarina - Comunicado 03 - 2018

Comunicado 03/2018Itajaí/SC, 08 de Janeiro de 2018   Entregas LCL – Santa…

Publicação de FATO RELEVANTE

Clique na imagem para ampliar

Multilog compra unidades da Elog Sudeste e conquista a posição de um dos maiores players de logística do Brasil.

Agora, a Multilog é Brasil. Com a expansão para o sudeste, subirão de 14 para 19 as unidades de negócio, que totalizam 1,5…